Meias para compor o look!


Usar meias somente para esquentar os pés ficou no passado. Uma forte candidata para os dias frios são as meias altas.



Combine shorts, saias e vestidos com meias, jaquetas, lenços ou cachecóis e faça looks lindos!
Os modelos das meias são vários e geralmente os nomes são dados de acordo com a ‘altura’ da meia:
Knee High são meias na altura do joelho.
Over The Knee são as meias acima do joelho que também podem vir ‘embutidas’ na meia calça.



//Dica 1: para não ~achatar~ a sua silhueta, é legal deixar sempre um pouca da sua coxa à mostra.
//Dica 2: para alongar as pernas vale apostar em um sapato na mesma tonalidade da meia. Essa dica para as baixinhas é um pote de ouro.
//Dica 3: para deixar o look mais estiloso, você pode usar uma meia calça mais transparente por baixo da 5/8.  
//Dica 4: para as coxudinhas, aquelas com coxa grossa, a nossa sugestão é deixar de lado as meias estampadas. Assim como aquelas com elásticos apertados.

Vejam alguns looks e inspirem-se :)










DIY: Como depilar o buço com fio em casa!

Vídeo novo no canaaaaal!!!

No vídeo de hoje nossa amiga Zoraide vai nos ensinar como depilar o buço com fio em casa.
Tá esperando o que? Corre conferir essa dica menina!!!



Gender - Bender / Moda além do gênero!


 Gender-Bender está em evidência há algum tempo, as abordagens são diferentes, mas principalmente voltadas para o conceito “além do gênero”.
No mundo da moda não é diferente, o conceito é de que roupas são simplesmente roupas e que não existe sexo em roupa, pois homens e mulheres podem se vestir igualmente.
Para aderir a essa tendência, vale apostar em gravatas, camisas mais largas, coletes, jaqueta, moletom, tricô e até o blazer do marido!
A blogueira Carla do blog Dias de Carla  fez um post com o look do seu noivo e achei super bacana. Vou deixar o link aqui para vocês conferirem.

Abaixo vocês separei alguns looks para inspirá-las a usar esta trend.







Na moda, de que não existe sexo em roupa, (roupas são simplesmente roupas!) e que homens e mulheres podem se vestir igualmente. - See more at: http://cgn.uol.com.br/blogs/necessaire/?p=66494#sthash.tnHWkobB.dpuf

Viagem para San Andrés.

San Andrés é uma ilha colombiana de apenas 27 km2 que integra o Arquipélago de San Andrés & Providencia. Situada no mar do Caribe, a 800 km a noroeste de Cartagena, a cidade colombiana mais próxima à San Andrés.

Região de águas cristalinas, San Andrés é conhecida por seu encantador mar de siete colores (mas eu desconfio que seja bem mais de sete.. rs) As praias são lindas e paradisíacas: areias brancas, coqueiros e, não bastasse o azul do mar, ele ainda é repleto de peixes e corais. Ou seja, snorkel é essencial! A maioria dos hotéis, bem como restaurantes, lojas e até mesmo o aeroporto, estão situados na parte norte da ilha, local que é chamado de "centro".  - See more at: http://www.revivendoviagens.com/2012/04/revivendo-ilha-de-san-andres.html#sthash.FiwpCOKe.dpuf
San Andrés é uma ilha colombiana de apenas 27 km que integra o Arquipélago de San Andrés e Providencia. Situada no mar do Caribe, a 800 km a noroeste de Cartagena, a cidade colombiana mais próxima à San Andrés.
Região de águas cristalinas, San Andrés é conhecida por seu encantador mar de siete colores. As praias são lindas e paradisíacas: areias brancas, coqueiros e, não bastasse o azul do mar, ele ainda é repleto de peixes e corais. Ou seja, snorkel é essencial!


San Andrés é uma ilha colombiana de apenas 27 km2 que integra o Arquipélago de San Andrés & Providencia. Situada no mar do Caribe, a 800 km a noroeste de Cartagena, a cidade colombiana mais próxima à San Andrés.

Região de águas cristalinas, San Andrés é conhecida por seu encantador mar de siete colores (mas eu desconfio que seja bem mais de sete.. rs) As praias são lindas e paradisíacas: areias brancas, coqueiros e, não bastasse o azul do mar, ele ainda é repleto de peixes e corais. Ou seja, snorkel é essencial! A maioria dos hotéis, bem como restaurantes, lojas e até mesmo o aeroporto, estão situados na parte norte da ilha, local que é chamado de "centro".  - See more at: http://www.revivendoviagens.com/2012/04/revivendo-ilha-de-san-andres.html#sthash.FiwpCOKe.dpuf
Chegamos em San Andrés e o sentimento foi: Que loucura! Haha
Aeroporto cheio, muita gente, pegamos taxi naquela muvuca, motoqueiros sem capacete, muita buzina... SENHOR! Toca pro hotel...
Nos hospedamos no hotel Noble House por ser o segundo melhor da cidade segundo o Trip Advisor.
Sobre o hotel: Super bem localizado, limpo, atendimento nota mil - em especial para a Lolita super simpática e nos deu muitas dicas de passeios, o café da manhã não é self service diferente da maiorias dos hotéis.
Deixamos as malas no hotel e fomos logo conhecer a cidade e ficamos quase loucos com a quantidade de lojas. Aproveitamos para comprar sapatilhas para mergulho ($14.000 pesos)  e snorkel ($28.000 pesos) para ficarmos preparados pro dia seguinte.
*Dica: Quando comprar sua sapatilha de mergulho, não pegue o modelo com rede na parte superior (foto da minha no Hoyo Soplador), prefira com neoprene.
Fomos caminhando pelo calçadão para conhecer a praia e no fim dele encontramos o El Corral (Fast Food - média de $22.000 pesos por pessoa), onde paramos para jantar.

Oficialmente: 1º dia em San Andrés.
Faziam exatos 3 meses que a ilha não via chuva e no nosso primeiro dia, adivinhem!? CHUVA!
Mas turista que é turista não se abala!
Como na noite anterior havíamos conhecido a redondeza e já tínhamos pesquisado o preço do aluguel dos carrinhos optamos em fazer a volta na ilha no primeiro dia. Alugamos uma mula (um pouco mais veloz que o carrinho de golf)  com um senhor ao lado do nosso hotel por $130.000 + $20.000 de combustível e seguimos para a volta à ilha e parada nos pontos turísticos.



- Casa Museo Isleña: Típica casa da ilha montada para mostrar a cultura isleña para os visitantes (não entramos);
- Cueva de Morgan: Ponto turístico envolvido por lendas e histórias. Além da própria cova, que teria sido o local onde o Pirata Henry Morgan escondeu um tesouro, o espaço possui algumas casas-museus que dão uma prévia da história de San Andrés (não entramos).
- West View: Valor de $4.000 pesos para entrar e ganha um pãozinho para alimentar os peixes. O local conta com um tobogã e um trampolim, mas o que nos encanta é o mar e os peixes. Lugar incrível, ficamos apaixonados!


- La Picinita: Um pedacinho do mar cercado por pedras indicado para observar peixes e fazer snorkel. Ele é como uma versão mais simples de West View, com bem menos movimento de pessoas.

- Hoyo Soplador: Trata-se de uma fenda natural no meio das pedras, que "sopra vento" devido à força das ondas do mar que quebram logo abaixo do buraco. Devido a maré estar muito baixa, no dia em que fomos o fenômeno não estava ocorrendo.
*Atenção dobrada com os ilhéus, pois possuem uma abordagem chata. Nos cobraram $12.000 pesos por uma limonada merreca. Super exploradores. Não gostamos!




- Playas de San Luis: San Luis é um bairro que margeia a costa leste da ilha, você encontrará areias finas e brancas, casas tradicionais de madeira e as águas mais clarinhas - uma delícia!
Ignorem a gordurinha e olhem a cor da água, mesmo o dia estando nublado e chuvoso:




- Rocky Cay: Uma espécie de praia privada dos hotéis Decameron. Não totalmente privada porque é acessível a todos, se você estiver hospedado em qualquer hotel da rede Decameron, tem aceso ao sistema all incluse dessa unidade. Se esse não for o seu caso, pagando cerca de $20.000 pesos  pode desfrutar das vantagens do local. A praia é linda, fomos caminhando até a ilha e depois nadamos até próximo ao barco encalhado. Lugar incrível, vale a pena a visita!




- Primera Iglesia Bautista: Pegamos a mula para conseguir subir o morro que da acesso a igreja e achamos a maior furada. Não tinha onde parar e o local é bem residencial. Não recomendo.

A chuva começou novamente, ainda bem que era final do passeio. Seguimos para o hotel e depois fomos passear na cidade. Devido ao passeio do dia sentimos muita necessidade de uma GoPro, então fomos em busca da nossa queridinha e comprar mais algumas coisinhas.
*Dica: Na compra da GoPro, tomem cuidado, pois possuem algumas lojas com preço muito abaixo do mercado, mas são verdadeiros camelos. Procure por lojas especializadas para evitar problemas e negociem MUITO, pois eles dão descontos ou acessórios para tonar o negócio mais atrativo.

-Na MAC os batons estavam em uma média de 14 dólares. Preço MUITO bom :)
-Para perfumes além da rede de lojas La Riviera, encontramos bons preços na rede Beverly Hills.


Jantamos no famoso La Regatta, lugar bem decorado, mas a comida deixou a desejar. Esperava muito mais devido aos comentários. Pagamos em torno de $110.000 pesos.


 





Segundo dia em San Andrés: Pegamos uma dica com a Lolita e fomos de "carona" para Haines Cay e Acuario (pagamos 15.000 pesos por pessoa) com o Bibi (dono de um restaurante na ilha).


Conhecemos as diversas cores do mar.


Vimos e nadamos com muitos peixes.




Almoçamos pescado no Bibi 's place que estava uma delícia!
 




Ficamos na ilha até o restaurante fechar e eles organizarem a cozinha e isso nos deu a oportunidade de ver o pôr do sol, a variação de cor nas nuvens, tubarões, além de conhecer um pouquinho da cultura e pensamento daquelas pessoas.


Experiência fantástica! Voltei do passeio muito emocionada.
Chegamos tarde no hotel, mas como no outro dia era Dia Das Mães, as lojas ficaram fechadas até mais tarde, então tomamos um banho e voltamos pra rua bater perna.
Jantamos pizza no CafeCafé (~$40.000 pesos), ambiente agradável mas não gostei da pizza. Achei sem sabor. A limonada de coco não é boa, pois não tem gosto de limão (nessa altura já estávamos experts em limonada de coco hehe).


Terceiro dia em San Andrés: Dormimos até um pouco mais tarde, pois o cansaço bateu.
Alugamos um carrinho de golf para voltar ao West View, o mar estava bem mexido então não fiquei muito tempo na água, fiquei pegando um solzinho e depois fomos para a praia que fica próximo ao hotel.

 

Como somos brasileiros e não desistimos nunca, fomos almoçar no CafeCafé. Dessa vez pedimos lasanha e estava bem saborosa.
As lojas estavam fechadas até as 17h então voltamos para o hotel para repor as energias.
As 16:30h já estávamos na atividade pelas ruas batendo perna e garimpando as lojas. Haha
Ao anoitecer demos uma volta pelo calçadão, tomamos uns coquetéis e jantamos novamente no El Corral.



Quarto dia em San Andrés: Passamos o dia na ilha Jonny Cay, lugar lindo de viver!
Água verde cristalina, areia branca, árvores, ventinho, tudo de melhor estava ali.



Demos uma volta na ilha para ver as iguanas, deitamos na grama, na areia. Enfim, curtimos cada pedaço da ilha.



 Na metade da tarde, pegamos um barco até uma prainha e lá pegamos outro barco pra ir novamente ao Acuario, pois eu precisava MUITO ver as mantarrayas. 
Nesse dia não tinha vento, então a praia estava ainda mais linda do que o primeiro dia que fomos, a água estava super quentinha e com uma cor linda.


O guia nos mostrou alguns seres do mar e depois fomos com o barco até o local que as mantarrayas se alimentam.


Essa experiência foi muito linda! Nadamos com elas, tocamos e pegamos nas mãos. Elas são fofinhas e um pouco gosmentas. Eu amei a sensação. Super recomendo que façam esse passeio!



Voltamos tarde do passeio, cansados e muito felizes. Tomamos um banho e fomos jantar em uma pizzaria bem perto do hotel Pizzaria Crunch. Comida boa e preço justo.




Quinto e último dia em San Andrés: Acordamos e fomos bater perna, compramos mais umas coisinhas, uma mala nova para por as tralhas e almoçamos no restaurante italiano Mister Panino.
A comida estava boa e a limonada de coco foi a melhor que provamos em San Andrés. O prato serve tranquilo 2 pessoas.
Eu não consegui comer muito, pois estava passando mal.




Tive que ficar o resto do dia no hotel, pois estava muito ruim :(
Fiquei muito triste por não conseguir aproveitar os últimos minutos nesse lugar incrível. Nosso objetivo era passar o dia todo na prainha perto do hotel, mas não deu.

Resumo a Ópera: 
-Viajar para San Andrés foi simplesmente SURREAL!
-Eu nasci e cresci em uma das praias mais lindas de Santa Catarina, mas nunca havia presenciado algo como aquilo.

-Se você está pensando em ir para San Andrés em busca de hotel 5 estrelas, luxo e afins, mude o destino da sua viagem, pois San Andrés é um lugar muito simples.
 -A água encanada é um pouco salgada, não reclame disso, apenas pense! Estamos em uma ilha, no meio do nada, agradeça por ter essa água.
- Leve roupas de praia, protetor solar e câmera aquática.
-Tivemos muito contato com os nativos da ilha e isso tornou a viagem ainda mais especial. Gosto muito de conhecer a história das pessoas, saber como eles levam a vida e o modo como eles respeitam e cuidam da natureza. É lindo!
-Vá para aproveitar a natureza, o sol, o mar e a simplicidade das pessoas.
San Andrés ficará para sempre no meu coração.